Festival da Pinga de Paraty

Festival da Pinga de Paraty 2017-09-23T18:34:34+00:00

Como é o Festival da Pinga?

Já assistiu ao Festival da Pinga de Paraty? O festival, agora também chamado Festival da Cachaça,Cultura e Sabores de é o verdadeiro paraíso dos amantes da pinga e das boas festas: na Praça da Matriz há muitas barraquinhas para degustação de cachaças regionais.

Mas não é só beber, na programação também tem música ao vivo: há shows de samba, forró, pagode e de grupos de cirandeiros paratienses. E tem muitos postos de comidas tipicas para acompanhar as tradicionais pingas paratienses.

Breve história do Festival da Pinga

Festival de Típicos e Pinga tem crescido muito nos últimos anos. Se no começo era freqüentado por paratienses, hoje, é um clássico imperdível: turistas de todas as partes do país lotam Paraty para degustar a inigualável qualidade da aguardente caiçara. As de maior sucesso entre o público feminino são as pingas caramelada e de banana, e as brancas e envelhecidas são as preferidas dos homens.

Festival da Pinga foi criado na decada dos oitenta. O objetivo foi reunir àqueles que participam da cultura culinária e artística da cidade e divulgar os produtos típicos produzidos no município, como os famosos quitutes (manuê de bacia, biju, paçoca de banana, dentre paratynet) e seu incomparável artesanato e, claro, à pinga artesanal que marcou séculos da economia do município. A ACIP-Associação Comercial e Industrial de Paraty organizou esta festa que no tempo virou tradicional na cidade e um dos maiores eventos culturais da cidade.

Quatro séculos de Pinga em Paraty

Todas são pingas de qualidade inigualável, consideradas as melhores dentre os incontáveis alambiques artesanais do Brasil pelas características inalteradas de seu processo artesanal de fabricação. Esses alambiques mantêm as tradições do próspero passado colonial de Paraty. Na verdade, a pinga de Paraty contém a autêntica essência da vida paratiense. Seu despojamento e sensualidade outorgam esse estado de suave e agradável embriaguez que só a boa pinga proporciona.

Na atualidade, a cachaça não é só a bebida mais consumida no Brasil, é também o terceiro destilado mais consumido no mundo.

Em 1983, a cidade começou a organizar o Festival da Pinga. O objetivo era resgatar e divulgar o mais famoso produto local: a pinga de Paraty, única por técnica e história, que tem sido fabricada artesanalmente por mais de 300 anos.

Os primeiros engenhos do Brasil datam de 1533 e 1541, na Capitania de São Vicente, perto de Paraty. E a partir de 1600 a bebida começou a ser alambicada em nossa cidade colonial. Com o tempo Paraty se tornou a região produtora de pingamais importante do país. Naquela época o pessoal da Colônia pediam uma dose de “paraty” para pedir um aguardente. Por isso, a pinga virou sinônimo de Paraty. A qualidade da pinga paratiense era tão famosa que era bem mais cara que as demais pinga do país.

No século XVII havia em Paraty mais de 100 alambiques mas hoje só sobrevivem seis: Maré Alta, Coqueiro, Corisco, Itatinga, Murycana e Vamos Nessa.

Não fique dormindo na praça ou na praia!

Faça já sua reserva em Paraty e participe do Festival da Pinga!

Saiba mais no Facebook do Festival da Pinga e no

Site Oficial do Festival da Pinga: www.festivaldapinga.com.br.